Dungeon Fantasy e Invisible Sun: os novos Kickstarters de peso

Me deparei com dois projetos no Kickstarter que gostaria de comentar: Dungeon Fantasy e Invisible Sun.

Ambos são projetos de duas editoras de peso (Steve Jackson Games e Monte Cook Games) e apresentam distinções claras: de uma lado temos um clássico revitalizado, do outro um jogo de fantasia surrealista com sistema e proposta inteiramente novos.

Dungeon Fantasy

7d9fcd38b4fb9283579fa36e58bdbc39_original

Dungeon Fantasy é um projeto para um “box set” de um RPG completo, baseado em GURPS e na bem sucedida série de suplementos eletrônicos que leva o mesmo nome do projeto.

A linha “powered by GURPS” não deve ser novidade para os fãs do jogo. Mas, para quem não sabe, a SJ Games criou alguns manuais de RPGs que usam o GURPS, mas dispensam a necessidade dos livros básicos. É uma maneira legal de conhecer o sistema a partir de uma ideia ou cenário específicos antes de mergulhar nas inúmeras opções que este sistema mais-que-perfeito oferece em seu majestoso tomo básico.

No caso de do Dungeon Fantasy, a ideia é bem simples: pegue aqueles elementos “old school” dos jogos de Fantasia e aplique-os no GURPS. Algo que muitos de nós, jogadores de GURPS, já fizemos em alguma altura de nossas vidas. Os suplementos são uma mão na roda para GMs e jogadores, oferecendo coisas prontas como os templates, monstros, armadilhas e tesouros.

Agora Dungeon Fantasy será um jogo autônomo em uma caixa contendo todo o necessário para se jogar.

Invisible Sun

ad1b455960d2113371e4def284bba1e6_original

Invisible Sun é o novo RPG do Monte Cook. Essa frase, por si só, já diz muito sobre o jogo. O projeto é um RPG de “fantasia surrealista” que promete inovar tanto em sua temática quanto na mecânica (que NÃO será o Cypher System). O tema trata sobre um “mundo de sonhos surreais” chamado Actuality. Os personagens, pela descrição do projeto, irão descobrir este mundo e desvendar seus segredos e visitar lugares de tirar o fôlego.

O jogo também promete levar em conta a dinâmica das vidas dos jogadores atuais de RPG: partidas on-line, jogos solo (com apenas um personagem) e lidará com o fato de que, cada vez mais, nossas vidas não permitem mais reunir todos em um só lugar ao mesmo tempo.

Conclusão

Invisible Sun já atingiu sua meta e, muito provavelmente, Dungeon Fantasy também atingirá a sua meta.

O que me chamou a atenção aqui? Primeiro: são duas editoras influentes no mercado. Segundo: são produtos planejados para serem robustos e (especialmente no caso de Invisible Sun) jogos de luxo (basta ver a meta inicial, bem mais alta que outros projetos).

As duas caixas prometem ser belas e com um acabamento com um padrão acima dos projetos que vemos por aí. Um sintoma do momento em que o mercado do RPG vive nos EUA e a confiança estabelecida tanto pelas editoras quanto o próprio sucesso que é a plataforma Kickstarter. Projetos como Fate Core e 7th Sea geraram credibilidade ao financiamento coletivo e, aparentemente, estes dois projetos podem determinar novos formatos para os futuros projetos.

Vimos nos financiamentos do Fate Core e 7th Sea a seguinte situação: uma pequena quantidade inicial era o suficiente para bancar o livro básico. Depois as cifras subiam em função dos suplementos da linha.

Invisible Sun e Dungeon Fantasy me parecem flertar com produtos básicos mais ambiciosos. As stretch goals (metas extendidas) são apenas figurantes aqui: o produto em si chama muito mais a atenção e seu acabamento é muito mais luxuoso.

Como isso vai determinar os futuros projetos? Como as editoras pequenas irão se beneficiar com esse novo padrão?

Só o tempo dirá.