#RPGaDay9 – O que eu gostaria que virasse um RPG: Taarna (Heavy Metal)

Trilha sonora do post:

Um dos gêneros que eu gosto muito é o dito “Sword & Planet”, tipo Flash Gordon, Princesa de Marte e Gor. Existe uma animação que eu acho muito louco: Heavy Metal.

Esta animação é um longa com várias histórias compartilhando um item maldito em comum. Uma dessas histórias é “Taarna” e possui uma identidade visual que eu gostaria muito que fosse transposta para um RPG.

O cenário é exuberante. Um pouco da decadência de Dark Sun e um possível “conhecimento ancestral perdido”. Taarna apresenta o seu mundo com ruínas de templos exóticos, esqueletos de criaturas gigantescas e a magia existe para poucos.

O plot é a galhofa clássica da “fantasia bizarra”: um orbe mágico assume o tamanho de um meteoro e cai sobre um vulcão que explode e transforma tribos nômades bárbaras em mutantes grotescos. Frente à ameaça, anciões de um povoado pacífico invocam a ajuda de Taarna, uma guerreira mística. Mas o ritual é feito tarde demais e a população pacífica da cidade é dizimada. Cabe agora Taarna vingar e por um fim a estes mutantes bizarros.

O cenário mistura elementos de fantasia com tecnologia futurista. Ao mesmo tempo sugere a presença de todo tipo de criatura do Monster Manual em uma espécie de cyberpunk decadente e árido.

Em resumo: eu compraria facilmente o “Taarna: the heavy metal role-playing game” se existisse.