Os infinitos planos para o meu sistema caseiro

Olá.

O projeto Nereus RPG está no final de sua primeira fase: o livro introdutório, “Nereus!”, terá a sua versão definitiva lançada em algumas semanas. Atualmente, o livro está sendo diagramado e as referências de páginas ajustadas. Depois disso, irei criar a capa do livro e irei rever a ficha de personagem. Ele terá algo em torno de 30 páginas. Com isso, a primeira edição do “Nereus! – Uma introdução aos RPGs” será finalmente lançada. Por ser “Powered by Fate”, o livro será lançado sob a Creative Commons. Ela é mais permissiva que a OGL e por isso foi escolhida.

Com o livro feito, poderei mover para a segunda fase do projeto, que é a expansão do livro introdutório, com inclusões que irão compor a quarta edição do Nereus RPG. Gostaria de expor algumas decisões sobre este livro,

Primeiro, e mais óbvio, o sistema de regras irá ter como ponto de partida o livro introdutório, mas seu conteúdo será reapresentado, ou seja, os livros serão compatíveis, porém independentes.

É importante dizer que Nereus RPG 4E não será uma tradução de algum livro do sistema Fate, mas sim um “hack” do mesmo, com as regras básicas e algumas “baterias inclusas”. O que isso significa?

Bem, significa que coisas específicas como Veículos, Artes Marciais, Robôs Gigantes, Poderes e Magia serão tratadas no livro básico. O Nereus RPG irá trazer estes elementos prontos para serem usados e reformulados, se necessário.

Entenda que com isso, o Nereus 4E será um dos muitos “builds” possíveis do Fate. O sistema original, como um todo, é uma grande caixa de ferramentas e você pode fazer todo o tipo de coisa nele. Nereus será relativamente mais fechado, embora boa parte dos recursos ainda possam ser reconstruídos de acordo com a preferência do grupo.

E o que temos até agora?  De cara, tomei algumas decisões sobre como o sistema será composto:

Abordagens irão definitivamente substituir as perícias. Elas funcionaram muito bem nos testes e ganharam o respeito que merecem dentro da minha mesa de jogo. Portanto, elas irão substituir aquelas intermináveis listas de Perícias.

Aspectos serão menos formais. Em Fate Core, os Aspectos foram explicados de maneira bem sistemática. Os “por quês” foram apresentados extensivamente. Em Nereus eles terão uma abordagem inicial mais leve, de maneira parecida com o que Fate Accelerated fez em suas páginas. O uso dos aspectos será mais livre, por um único motivo: cada cenário terá sua própria lista de Aspectos Recomendados e, é claro, o livro irá determinar como isso poderá ser feito, mas de maneira ligeiramente diferente do Fate Core.

Bem, por enquanto é isso. Confesso que re-escrever Nereus (outrora um sistema simulacionista) usando o Fate é algo que muito me agrada. Espero que ele renda bons frutos em um futuro próximo. Se você chegou até aqui, obrigado por acompanhar meus pensamentos sobre este projeto.

Abraços,

Guilherme “Taverneiro”