A vontade de re-escrever seu jogo favorito

saqueadorLembro-me de um tempo onde o RPG era desconhecido. Mais ainda do que é hoje. Afinal, atualmente, dispomos de referências no cinema, jogos de videogame e livros de fantasia que se tornaram populares de alguns anos pra cá.

Entretanto ensinar RPGs para os novatos era mais fácil para mim: dispunha de opções simples, que deixavam a cargo do Mestre e sua imaginação toda a diversão. Os sistemas (especialmente os de fantasia) eram muito mais “abstratos”. Suas regras não cobriam todas as situações táticas e o improviso do que se dispunha era utilizado.

O objetivo desta página é trazer um pouco desse sentimento. Os RPGs da velha guarda, como tesouros e relíquias, estão escondidos nas prateleiras de jogadores aposentados, sebos nos centros das cidades e em algum lugar obscuro no Mercado Livre.

Depois de um tempo remexendo no meu armário encontrei os antigos módulos, em especial o meu favorito: O Saqueador de Charadas. Uma aventura dividida em quatro partes cujo objetivo é que os heróis derrotem o terrível e caótico vilão: o Saqueador de Charadas. Fiquei tão entusiasmado ao folear o livro que decidi jogar mais uma vez uma partida. Meu grupo incorporou ao sistema básico algumas modificações interessantes e, como resultado, tivemos uma das melhores partidas de fantasia. A melhor dos ultimos anos.

A fim de trazer isso para uma mídia mais estável, decidi escrever um RPG nos moldes dos jogos antigos. Mais precisamente Dungeoneer e a série RPG Aventuras Fantásticas.

O QUE É DUNGEONEER?

aff11Dungeoneer é o módulo básico de um RPG de fantasia. Ele trazia os elementos dos livro-jogos da série Aventuras Fantásticas (falaremos deles adiante) com algumas inovações para adequar aos jogos cooperativos.

Mesmo com inovações, Dungeoneer, era extremamente simples. Ele contava com três atributos: ENERGIA, HABILIDADE e SORTE. Além disso o personagem possuía algumas habilidades (perícias) e características especiais de classe.

O diferencial desse sistema simples para outros no mercado era o seu conteúdo. Existe uma diferença conceitual importante entre simples e simplório. Embora as regras eram secundárias, a ambientação era impressionante. Não entenda errado: o cenário (por ser da década de 80) era relativamente inocente, mas tinha um enorme potencial nas mãos de mestres habilidosos.

O PROJETO “CRÔNICAS FANTÁSTICAS”

Crônicas Fantásticas será um módulo com regras para jogos de fantasia. Ele trará, entretanto, a simplicidade extrema de Dungeoneer e similares. Não se trata exatamente de um retro-clone, pois elementos serão incorporados a fim de tornar o jogo mais robusto.

Este é, inicialmente, um “projeto solo”, mas irei lançar algumas prévias e, portanto, conto com sugestões (ou até mesmo voluntários) para tornar nosso livrinho de regras ainda melhor.

Além disso ele será lançado sob alguma licença aberta que permitirá que outros jogadores criem seus próprios módulos. Além do produto final (um netbook diagramado) os arquivos serão disponibilizados em Rich Text Format, para edição de futuros módulos.

Enquanto o material não sai, este site irá trazer notícias relacionadas a qualquer tipo de referência aos jogos de RPG da velha guarda.